Skip to content Skip to footer

O que é um sistema autônomo (ASN) ?

Os sistemas autônomos e o protocolo BGP: como eles funcionam juntos para manter a internet funcionando. A Internet é uma rede global de redes interconectadas. Para que diferentes redes possam se comunicar entre si, elas precisam estar interconectadas através de roteadores, switches e outros dispositivos de rede. Essas redes são chamadas de sistemas autônomos (AS), que são administrados e operados por uma única organização ou entidade. Cada sistema autônomo possui uma identidade única e um conjunto de políticas de roteamento distintas.

O protocolo de roteamento que os sistemas autônomos usam para trocar informações uns com os outros é chamado de Border Gateway Protocol (BGP). O BGP é um protocolo de roteamento dinâmico que é projetado para trocar informações de roteamento entre sistemas autônomos diferentes.

Qual a relação com o BGP?

A função do BGP é permitir que cada sistema autônomo compartilhe informações de roteamento atualizadas com outros sistemas autônomos, permitindo que o tráfego de rede seja encaminhado de forma eficiente e confiável pela Internet. Quando um sistema autônomo precisa encaminhar tráfego para outro AS, ele consulta as tabelas de roteamento BGP para determinar qual é o melhor caminho a seguir.

Os sistemas autônomos funcionam através do estabelecimento de conexões físicas e lógicas entre dispositivos de rede. Cada sistema autônomo possui um conjunto de prefixos de endereçamento IP atribuídos a ele, que são usados ​​para definir suas políticas de roteamento e decidir como encaminhar o tráfego de rede para outros sistemas autônomos.

A importância dos sistemas autônomos e do BGP reside na capacidade de interconectar redes diferentes, permitindo que o tráfego de rede seja encaminhado de forma eficiente e confiável através da Internet. Sem esses elementos, a comunicação entre diferentes redes seria muito mais difícil e propensa a falhas.

Como se tornar um Sistema Autônomo (ASN) ?

Para obter um sistema autônomo, é necessário solicitar um número de Sistema Autônomo (ASN) ao Registro Regional de Internet (RIR) correspondente à região em que a organização está localizada. Além disso, é necessário configurar os dispositivos de rede de acordo com as políticas de roteamento definidas pela organização. Para utilizar o BGP, é necessário configurar o protocolo em cada um dos dispositivos de rede que interconectam os sistemas autônomos.

Qual a importância dos ASNs?

Os sistemas autônomos são fundamentais para o funcionamento da Internet global. Eles permitem que diferentes redes possam se conectar e se comunicar entre si, formando uma única rede global que abrange todo o mundo.

Cada sistema autônomo é responsável por gerenciar o roteamento de tráfego dentro de sua própria rede, bem como para outros sistemas autônomos. As políticas de roteamento definidas pelos sistemas autônomos determinam como o tráfego de rede é encaminhado e quais caminhos são preferenciais para diferentes tipos de tráfego.

O BGP, que é o protocolo de roteamento usado pelos sistemas autônomos para trocar informações de roteamento entre si, é crucial para garantir que o tráfego seja encaminhado de forma eficiente e confiável pela Internet. Sem o BGP e os sistemas autônomos, a Internet seria fragmentada em redes isoladas e a comunicação entre diferentes partes do mundo seria muito mais difícil.

Além disso, os sistemas autônomos permitem que as empresas e organizações gerenciem suas próprias redes de forma independente, estabelecendo suas próprias políticas de segurança, conectividade e controle de tráfego. Isso permite que empresas e organizações possam ter maior controle sobre sua infraestrutura de rede e garantir que ela atenda às suas necessidades específicas.

Em resumo, os sistemas autônomos são fundamentais para o funcionamento da Internet global, permitindo a comunicação entre diferentes redes e garantindo que o tráfego de rede seja encaminhado de forma eficiente e confiável.

Go to Top